sábado, março 14, 2009

"O melhor canal de televisão"

Eduardo Cintra Torres

melhor canal de televisão cá em casa", escreveu um espectador. Os que acharam o canal uma maçada terrível depressa desapareceram de cena. Agora só há espectadores cativos do "Condoninho da Renata", um canal na web que o PÚBLICO disponibiliza no seu sítio.melhor canal de televisão cá em casa", escreveu um espectador. Os que acharam o canal uma maçada terrível depressa desapareceram de cena. Agora só há espectadores cativos do "Condoninho da Renata", um canal na web que o PÚBLICO disponibiliza no seu sítio. Uma câmara única colocada num poste de alta tensão da REN mostra em grande plano um ninho dum casal de cegonhas, 24 horas por dia.
Deveria ser o canal mais aborrecido do mundo, como opinaram leitores mais nervosos. Contraria a linguagem habitual da televisão, baseada em movimento, mudança de câmara, palavras, luzes, travellings, panorâmicas, músicas, risos, gritos, pessoas, cores garridas, letras, sobreposição de informações, emoções. Mas não é aborrecido. E o canal da Renata também tem semelhanças com a TV: garante um fluxo ininterrupto em que, mesmo nada sucedendo, há a promessa de que aconteça (neste instante o macho chegou com ervas secas para o ninho); e é em directo, o que garante a ligação psico-emocional da copresença. O único movimento, além de um zoom ocasional aproximando-nos dos animais, é o das próprias cegonhas, do vento que abana o poste e o da luminosidade. O canal não aborrece mais do que a própria TV, tão previsível e repetitiva. Uma espreita ocasional às cegonhas assemelha-se ao hábito do zapping, que é parte constitutiva da experiência do espectador.
O canal da Renata evidenciou o nosso antropocentrismo: quase todos os espectadores-leitores comparam o comportamento do casal de cegonhas ao humano. Já é assim desde a Antiguidade. A palavra hebraica para cegonha quer dizer piedosa e o animal até hoje simboliza a piedade e o amor filiais. Sócrates, o verdadeiro, dizia a Alcibíades: "o meu amor será como o da cegonha - depois de te chocar com um amor alado, este será acalentado de volta pelo passarinho ainda no ninho."
Os usos e gratificações que os espectadores têm obtido com este canal e com o dos grifos (agora com cegonhas negras) traduzem-se na enorme satisfação que obtêm da simplicidade e da aparente pureza da vida animal. Os comentários mostram o quanto a visão frequente das cegonhas lhes fornece um escape para a complexa vida humana. Mas também se percebe que as cegonhas à distância dum ecrã dão uma boa consciência a amigos da natureza preguiçosos, que substituem o birdwatching dos ingleses, feito de paciência e ar livre, por um birdwatching electrónico, entre dois cliques no aparente conforto do lar. Resta dizer o óbvio, às vezes o menos visível: há animais mais bonitos que outros e não é por acaso que as cegonhas atraem o olhar bondoso dos humanos.

A abertura do quinto canal vem ao arrepio da crise financeira e no audiovisual. Na Grã-Bretanha, debate-se a eventual fusão de dois dos mais importantes canais. Em Espanha, o governo socialista mudou a lei para que empresas de diferentes canais generalistas possam unir-se. Por cá, o governo quer um quinto canal - mas a decisão da ERC de chumbar as duas candidaturas surpreendeu por ser totalmente desajustada na justificação. Lendo as declarações de voto dos elementos da ERC (Semanário Económico, 28.02), percebe-se que, uma vez mais, os três que formam a maioria pró-governamental (Azeredo Lopes, Estrela Serrano e Elísio Oliveira) terão agido de acordo com alguma estratégia socretista ao chumbarem as propostas. Os outros dois reguladores (Assis Ferreira e Gonçalves da Silva) acharam o voto da maioria governamental "desproporcionado" do conteúdo e avisaram que a ERC "não se encontrava suficientemente habilitada para fazer uma análise substancial das propostas apresentadas". De facto, os argumentos dos três reprovadores foram exagerados, absurdos e extravasaram as competências do órgão regulador. Lopes e Serrano, quais Dupond e Dupont, apresentaram uma declaração de voto conjunta que nada explica do porquê do chumbo. Numa estratégia dúplice, o governo declarou no dia seguinte ao chumbo que mantinha o interesse na existência dum quinto canal, mas, para o Semanário Económico, apesar de formalmente o concurso prosseguir, o canal "morreu à nascença".
O lançamento dum quinto canal tem consequências contraditórias. Por um lado, aumenta a oferta. Por outro, é uma forma de "aniquilar o pluralismo", como referiu esta semana José Eduardo Moniz. O director-geral da TVI acrescentou que os canais existentes ficarão fragilizados, com menos 10 a 15 por cento das suas receitas actuais, já muito afectadas pela crise (a publicidade diminuiu mais de 20% este ano). Um quinto canal afectaria mais os privados do que a RTP, que vive do dinheiro dos contribuintes, entregue discricionariamente pelo governo. A RTP comporta-se como um canal comercial na programação e na concorrência, mas a diminuição das receitas publicitárias não afecta a sua estratégia, por se destinarem ao pagamento da dívida.
No caso dos privados, o quinto canal afectaria em especial o elo mais fraco, a SIC. A programação da SIC mostra hoje a pobreza material a que chegou. Os programas do prime-time ora são garantidos pelos jornalistas da casa, com pouca ou nenhuma despesa adicional (Aqui e Agora, Mário Crespo Entrevista), ora recorrem a conteúdos gratuitos ou de preço ínfimo, como o Tá a Gravar, feito com vídeos amadores do género a-noiva-cai-à-piscina. A falta de dinheiro e de liderança na SIC desmotiva o pessoal. Neste período de crise, a informação governamentalizou-se e, ao mesmo tempo, Pinto Balsemão, uma voz poderosa sobre a situação da comunicação social, calou-se na crítica há cerca de um ano.
A situação actual do concurso do quinto canal é hipócrita. O governo começou por querer o concurso, mas a sua maioria na ERC chumba as propostas, enxovalhando os concorrentes. O que quer o governo? Anular o quinto canal sem reconhecer que errou? Manter, neste período de campanhas eleitorais, os concorrentes e todos os grupos de comunicação social na sua dependência na expectativa do que decidirá, lá para Setembro ou Outubro? Não sei, nem espero uma resposta verdadeira do governo. Mas qualquer hipótese é má. Entretanto, este processo serviu para reiterar para que serve a ERC.

Em dezenas de horas diárias de RTP, o momento mais singular é a rubrica Bom Português. Como já referi, faz uso justo do conceito de vox populi. Não achincalha os entrevistados sobre ortografia. Não moraliza. Não acrescenta os rodriguinhos típicos do linguajar RTP. Pergunta, respostas, correcção: já está. Despacha. A estabilidade da rubrica contribui para o êxito e eficácia. Agora saiu um livro com o mesmo esquema rápido (Bom Português, Porto Editora, 2009). Em cada página, três ou quatro questões. O livro é redundante se se tem outros meios de verificação, mas ajuda e haverá um público que o pode usar em jogo de perguntas de algibeira.
Cuidado com a Língua (RTP) é mais longo, mas também eficaz. Cria uma narrativa para o apresentador, embrulha as questões linguísticas em papel de paisagem portuguesa e humor ligeiro. Não moraliza nem se desvia do realce devido ao esclarecimento das dúvidas linguísticas. Esclarece a origem de palavras e expressões, significados, corrige erros. Na construção técnica e narrativa, é dos mais bem feitos programas da TV portuguesa.

No Público, hoje

quinta-feira, março 12, 2009

EXPOSIÇÃO

COLORIDA GALERIA DE ARTE INAUGURA EXPOSIÇÃO DE GIULIANO BORA
“LIGHTSCAPES”


A Colorida Galeria de Arte inaugura no dia 14 de Março, Sábado, pelas 19:00, a
exposição "LIGHTSCAPES", do Fotógrafo italiano Giuliano Bora.

A exposição consiste em 15 imagens a cores. Será editado um catálogo da exposição.

Em LIGHTSCAPES, Giuliano Bora recria o seu envolvimento com a natureza e seus
elementos com a ajuda da luz. Plantas, vegetação e árvores são temas recorrentes e
reconhecíveis. Construções abandonadas, esquecidas, partes permutáveis da existência
enquanto tal, locais onde algo está ocorrendo ou já se passou, como num filme.
Nas imagens fotográficas surgem novas formas de luzes, luminosidades mágicas, que se
tornam parte e ao mesmo tempo origem da luz.

Mais do que o registo da natureza, o importante para Giuliano Bora é o registo da
fracção da luz, dessa forma à medida que a fotografia se torna uma experiência cada vez
mais pessoal, amplia o espectro do significado da experiência de se conservar um
momento em uma imagem.

Giuliano Bora nasceu em 1971 em Itália, actualmente vive e trabalha em Milão. Seu
trabalho é fruto de uma forte influência do cineasta soviético Tarkovsky e do cineasta
americano David Lynch.

Em 2002 participou do DOCUMENTA 11, em Kassel, na Alemanha, uma das exposições
de arte moderna e contemporânea mais importantes e reconhecidas em todo o mundo.
Em 2007 participou da Mostra "Il Fascino del Disordine" em Génova/ Itália.

LIGHTSCAPES - Giuliano Bora
Colorida Galeria de Arte
Rua Costa do Castelo, 63
Entrada pela Esc do Marques de Ponte de Lima, 1A
1100-335 Lisboa
Tel. 211 512 142 - Contacto: Rosemary Esteter
colorida@colorida.pt www.colorida.pt
Inauguração Sábado, 14 de Março, às 19:00
A exposição estará patente até 10 de Abril de 2009
Horário: 3ª a Sábado, 13:30 às 19:00
Metro: Martin Moniz - Eléctrico: 12

Recebido de A Colorida

sábado, março 07, 2009

DIA DA MULHER

Sophia em Sesimbra no Dia Internacional da Mulher
Encenação multimédia - inspirada na obra de Sophia de Mello Breyner

Sophia em Sesimbra no Dia Internacional da Mulher
Encenação multimédia - inspirada na obra de Sophia de Mello BreynerSesimbra assinala o Dia Internacional da Mulher com Sophia, encenação multimédia - inspirada na obra de Sophia de Mello Breyner - que funde imagem, som e palavra.

O espectáculo realiza-se dia 8 de Março, pelas 18 horas, no Cineteatro Municipal João Mota, e terá entrada gratuita.

Sophia é um espectáculo multimédia da autoria D’as Entranhas – Associação Cultural, no qual se congregam três vectores: imagem, som e palavra. A imagem e o som - em tempo real - confrontam-se com a obra de Sophia de Mello Breyner, dando corpo a uma encenação assente numa linha dramatúrgica experimental, que transcende os limites concretos da palavra e explora os sentidos do público para além do perceptível.

dia 8 | dom | 18h
ESPECTÁCULO MULTIMÉDIA
Sophia
pela D’as Entranhas – Associação Cultural
• Entrada gratuita no âmbito do Dia Internacional da Mulher
• M/16
Cineteatro Municipal João Mota, Sesimbra

noticia de Rostos.pt

sexta-feira, março 06, 2009

SOPCOM

Cidadania Digital e Participação Democrática

O Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas (ISCSP) da Universidade Técnica de Lisboa acolhe, no próximo dia 19 de Março, o seminário sobre Cidadania Digital. Trata-se de uma iniciativa organizada pelo Grupo de Trabalho de Comunicação e Política da SOPCOM em parceria com o Centro de Administração e Políticas Públicas do ISCSP.
Paula Espírito Santo, professora no ISCSP, Rogério Santos, professor na Universidade Católica Portuguesa, João Carlos Correia, professor na Universidade da Beira Interior, e António Rosas, professor na Universidade do Porto, são alguns dos conferencistas que vão marcar presença na iniciativa. A cidadania digital e a participação democrática serão os temas centrais do encontro onde serão também abordados casos práticos. O seminário realiza-se no dia 19 de Março, no anfiteatro Adriano Moreira do ISCSP, entre as 9h30 e as 18h30. A entrada é livre. »»

IV Jornadas Internacionais de Jornalismo

Subordinadas ao tema “Os jovens e a renovação do jornalismo”, realizam-se no dia 4 de Abril, as IV Jornadas Internacionais de Jornalismo, na Universidade Fernando Pessoa (Porto). No site oficial estão disponíveis os resumos de comunicações plenárias e de comunicações apresentadas às sessões para comunicações de tema livre, bem como o programa provisório. »»

Acção de formação no Minho

O Departamento de Ciências da Comunicação da Universidade do Minho, em parceria com a representação da Comissão Europeia em Portugal e o Gabinete em Portugal do Parlamento Europeu, organizou uma acção de formação, nos dias 27 e 28 de Fevereiro, para jornalistas do Norte do país (com especial incidência nos meios de comunicação regionais e locais), tendo em vista a realização de eleições para o Parlamento Europeu, em Junho deste ano. Entre os conferencistas participaram académicos, jornalistas e eurodeputados. »»

Congresso debate o "drama do jornalismo"

“El drama del periodismo. Narración e información en la cultura del espectáculo” será o tema do XI Congresso da “Sociedad Española de Periodística” (SEP). O infotainment, o sensacionalismo e a dificuldade em separar realidade e ficção serão alguns dos pontos a abordar por investigadores e profissionais da área. O congresso terá lugar no Salón de Actos da Universidad Católica San Antonio (UCAM), em Múrcia (Espanha), nos dias 24 e 25 de Abril. »»

Paulo Filipe Monteiro nos Estados Unidos

O docente na Universidade Nova de Lisboa Paulo Filipe Monteiro vai realizar duas conferências com o título "Rebels with causes: Portuguese cinema since the early 60's" na Georgetown University e na Ohio State University, nos Estados Unidos, nos dias 26 e 30 de Março. »»

"Choque de Comunicações"

O Centro de Estudos de Comunicação e Cultura, da Universidade Católica Portuguesa (UCP) promove o ciclo de conferências “Choque de Comunicações”. A primeira conferência a realizar no âmbito deste ciclo será proferida por José Eduardo Moniz, director-geral da TVI, no próximo dia 11 de Março, e será sobre “A Televisão num Mundo Audiovisual em Mudança”.
Edgar Pêra, realizador de cinema, José Afonso Furtado, director da Biblioteca de Arte da Fundação Calouste Gulbenkian (FCG), António Pinto Ribeiro, assessor artístico da FCG e docente da UCP, Laura Bulger, docente da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, e José Rodrigues dos Santos, jornalista da RTP, escritor e docente na Universidade Nova de Lisboa, são os convidados para as restantes conferências a realizar no âmbito deste ciclo, que se realizam sempre entre as 18h30 às 20h. »»

Palestra sobre "tecnologias mobile"

No âmbito das Jornadas de Comunicação do Departamento de Comunicação do Instituto Superior de Novas Profissões (INP), Miguel Spínola (TMN) apresenta, no dia 13 de Março, a conferência “Tecnologias mobile, novos mercados: Os videojogos”. A quinta sessão desta iniciativa terá lugar, como já vem sendo habitual, pelas 19 horas, no Auditório 1 do Campus da Ameixoeira.
No passado dia 27 de Fevereiro foi a vez de José Dias (Cool Media) apresentar o tema “Product Placement nos jogos online: Novas oportunidades nos novos médias”. »»

Journal of Media Sociology

O primeiro número do Journal of Media Sociology está disponível on-line para download. Esta edição inclui o artigo “The Media Logic of Media Work” de Mark Deuze, e “The Routine at The Daily Routine: Exploring the Influence of the Individual in an Age of Media Transformation” de John Hatcher, entre outros. »»

International Journal of Learning Media

O MIT lançou o International Journal of Learning Media, que explora a relação entre os media e a aprendizagem. Trata-se de uma iniciativa que surge no âmbito do projecto Digital Media and Learning Iniciatives da Fundação MacArthur. »»

Conferências sobre o pensamento de Carl Schmitt

O Instituto de Filosofia Prática da Universidade da Beira Interior promoveu, no dia 26 de Fevereiro, as “III Conferências sobre o Pensamento de Carl Schmitt”. A iniciativa contou com a presença de Günter Maschke, ensaísta alemão, que abordou “A actualidade de Carl Schmitt”, Jerónimo Molina, professor na Universidade de Múrcia, que fez uma apresentação sobre a “Ditadura e Estado de Excepção. Uma leitura de A Ditadura de Carl Schmitt” e Alexandre Franco e Sá, professor na Universidade de Coimbra, que falou sobre "Carl Schmitt e o Nacional-Socialismo”. »»

Working paper sobre a ciência e a tecnologia no jornal A Capital

“A ciência e a tecnologia n’ A Capital. Da página de fait-divers à página de ciência”, da autoria de Rui Brito Fonseca, é o tema do working paper nº 59 do Centro de Investigação e Estudos de Sociologia (CIES) do Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa (ISCTE). O trabalho está disponível on-line para download. »»

Dan Hallin na Universidade Lusófona

Dan Hallin, professor catedrático de Comunicação e Ciência Política da Universidade de Califórnia, San Diego, leccionou um seminário intitulado “Comparing Media Systems”, no âmbito do Mestrado em Jornalismo, Política e História Contemporânea, que integra o Centro de Investigação em Comunicação Aplicada, Cultura e Novas Tecnologias (CICANT) da Universidade Lusófona, em Lisboa. O seminário, que decorreu entre os dias 2 e 4 de Março repartiu-se pelos seguintes módulos: “Comparing Media Systems: The Development of the Liberal and Democratic Corporatist Models”, “Southern Europe and Beyond: The Development of the Polarized Pluralist Model” e “Social Change and the Transformation of Western Media Systems”.
Dan Hallin tem-se centrado em questões relacionadas com os media e a política, incluindo os estudos dos media e da guerra, os ‘soundbites’ no noticiário televisivo, a história da profissionalização do jornalismo norte-americano, os media e os processos de democratização no México. Entre os seus livros destacam-se Comparing Media Systems: Three Models of Media and Politics (em co-autoria com Paolo Mancini), The “Uncensored War”: the Media and Vietnam e We Keep America on Top of the World: Television Journalism and the Public Sphere. »»

Oportunidades e desafios para as Ciências Sociais

As tecnologias digitais são progressivamente incorporadas na investigação das ciências sociais, mas que consequências têm para a produção de conhecimento? Com base nesta questão realiza-se uma série de seminários em Barcelona. “La investigación de Internet: nuevos desafíos éticos para la investigación social” será o tema abordado no dia 26 de Março. Os conferencistas convidados são Elisenda Ardèvol e Agnés Vayreda, da Universitat Oberta de Catalunya. Estão também agendados seminários para os meses de Abril, Maio e Junho, sendo que o primeiro subordinado ao tema “De la eScience a la e-Research: desafíos y oportunidades para las ciencias sociales” teve lugar a 26 de Fevereiro. »»

Call for papers para o XIII Encontro Internacional da SOCINE

Está aberto o call for papers para o XIII Encontro Internacional da SOCINE (Sociedade Brasileira de Estudos de Cinema e Audiovisual) que terá lugar na Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, no Brasil, entre os dias 7 e 10 de Outubro de 2009. Os investigadores que vivem fora do Brasil podem submeter as suas propostas entre os dias 15 de Março e 15 de Abril. »»

II Convenção de Jornalistas

O Gabinete de Imprensa de Guimarães – Associação de Profissionais e Colaboradores da Comunicação – promove a II Convenção de Jornalistas, nos dias 27 e 28 de Março.
“10 anos depois: o que mudou?” será o tema central da iniciativa que terá lugar no Centro Cultural de Vila Flor, em Guimarães. Durante dois dias serão colocados em cima da mesa diversos temas relacionados com esta actividade profissional através de conferências, sessões de grupos de trabalho e uma mesa redonda. »»

Festival de Animação de Lisboa

O Futurismo é o tema central da oitava edição do MONSTRA - Festival de Animação de Lisboa, que decorre entre os dias 9 e 15 de Março. Para além de exposições, workshops e das competições de longas-metragens de animação, e curtas-metragens de estudantes, será feita uma homenagem aos 90 anos da Bauhaus e haverá noites dedicadas aos 90 anos do Dadaísmo e do Cabaret Voltaire. A Suiça é o país convidado. A retrospectiva preparada com o apoio da Swiss Films e da Embaixada da Suiça, compreende alguns dos melhores autores e filmes, onde se cruzam diferentes gerações de cineastas. »»







LIVROS

Livro sobre metodologias de investigação em ciberjornalismo

Está disponível para download gratuito, em inglês e em espanhol, o livro Online journalism: research methods. A multidisciplinary approach in comparative perspective. A obra foi organizada por Marcos Palácios (Universidade Federal da Bahia, Brasil) e Javier Díaz Noci (Universidad del País Vasco, Espanha) e lançada pelo Servicio Editorial de la Universidad del País Vasco (Bilbao). Trata-se de um trabalho que sintetiza as principais perspectivas metodológicas utilizadas na pesquisa sobre Cibermeios na Espanha e no Brasil e resulta de um projecto de colaboração entre os dois países que envolve mais de 40 investigadores. »»

Influências da Internet

Online newsgathering. Research and reporting for journalism é o título do mais recente livro de Stephen Quin e Stephen Lamble. Nesta obra são abordadas questões como a pesquisa e a recolha de informação, bem como a alteração nas rotinas dos jornalistas e a fragmentação das audiências, tendo em conta a enorme quantidade de informação que prolifera na Internet. Os autores analisam ainda fenómenos como os blogs e o “jornalismo do cidadão”. »»

Histórias de 50 anos de jornalismo

No próximo dia 10 de Março será lançado o novo livro de José Marques de Melo intitulado Vestígios da travessia. Da imprensa à internet: 50 anos de jornalismo. A obra publicada pela Editora Paulus (Brasil) narra as aventuras do autor pelo território do jornalismo ao longo de meio século de actividade. »»

recebido da SOPCOM

SEMANA DA FRANCOFONIA 2009´


De 16 a 21 de MARÇO

ENTRADA LIVRE

Bélgica – Canadá - Egipto – França – Grécia – Luxemburgo – Marrocos – Roménia e Suiça convidam

CALENDÁRIO

Segunda- feira 16 de Março 2009
18h00
Inauguration de la Semaine de la Francophonie
Inauguração da Semana da Francofonia
Local Instituto Franco-Português
Vin d’honneur – uma cortesia da Brasserie Flo

19h00
Cycle de cinéma francophone
Filme belga Quand la mer monte de Gilles Porte e Yolande Moreau. 2005. Duração 1h30.
Filme em francês
Yolande Moreau que é também actriz neste seu filme acaba de arrebatar o César 2009 para Melhor Actriz no filme “Séraphine” que se vem juntar ao César 2005 da Melhor Actriz e do Melhor Primeiro Filme e Bayard d’Or da Melhor Actriz (Namur 2004).

Sinopse: Irène anda em digressão pelo Norte de França com o seu one woman show – "Sale affaire" – e conhece Dries, um gigantone... É o início de uma história de amor! História de amor que se assemelha estranhamente ao espectáculo que Irène interpreta em cena...
Local : Auditório do Instituto Franco-Português

21h00
Cycle de cinéma francophone
Filme egípcio Le Destin, de Youssef Chahine (duração 2h15)
Filme em árabe ( Egipto ) legendado em francês
Sinopse: No século 12, em Córdoba, o prestigiado filósofo Averróis criou uma escola de pensamento com repercussões em todo o Ocidente até os dias de hoje. O califa Al Mansur, influenciado pelos fundamentalistas, ordenou que todos os livros do filósofo fossem queimados. Para manter vivo o trabalho de Averróis, familiares e discípulos fizeram cópias dos livros e, apesar da perseguição, resolveram levá-los além fronteiras…
Local : Auditório do Instituto Franco-Português


Terça-feira 17 de Março 2009
18h30 Vin d’honneur
19h00
Cycle de cinéma francophone
Filme canadiano La Brunante, de Fernand Dansereau (ante-estreia em Portugal). Duração 1h40.
Filme em francês (Canadá) com legendas em português
Sinopse: Ao saber que tem a doença de Alzheimer, Madeleine, 72 anos, vai até ao rio Saint-Laurent com a intenção de a ele se atirar. Zoë, 35 anos cantora à deriva, tenta livrar-se de uns tipos que a perseguem por dívidas de droga. Madeleine intervém e salva-a da situação…
Local : Auditório do Instituto Franco-Português

21h00
Cycle de cinéma francophone
L’Homme Qui Brodait Des Secrets de. Duração 2h00
Filme em árabe ( Marrocos ) legendado em francês
Naji, jovem universitário amante de poesia, descobre o manuscrito de um poeta falecido sem deixar rasto e decide fazer-lhe justiça. Ao descobrir a casa do poeta, Naji decide restaurrá-la…
Local : Auditório do Instituto Franco-Português

17 - 27 de Março 2009
Exposição : Tonalités francophones
Eexposição organizada pela Biblioteca e o Centro de Línguas (CLI) da FLUL, Local : Biblioteca da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa



Quarta- feira 18 de Março 2009
18h30
Soirée littéraire – Serão literário
Viagens literárias : percursos francófonos e em português
Presença de escritores de língua portuguesa : Ana Paula Tavares:(Angola), Cristina Robalo Cordeiro, Francisco José Viegas (Portugal)
e francófonos : Gisèle Pineau (França), Lambert Schlechter (Luxemburgo), Samir Marzouki (Tunísia), Rafik Ben Salah (Suíça), Roger Léveillé (Canadá).
Diálogo entre os escritores e leitura de alguns excertos das suas obras seguido de um Porto de honra. (Duração 2 horas)
Local : Auditório do Instituto Camões

Quinta- feira 19 de Março 2009
18h00
Présentation de la revue « Carnets 1 » de l’APEF
Local : Auditório do Instituto Franco-Português
Duração : 0h30

19h00
Rencontre avec / Encontro com Michel Onfray
Apresentação do seu livro “A Potência de Existir:
manifesto hedonista” (Ed. Campo da Comunicação). No mesmo âmbito será
apresentado, também o livro de Georges Palante “As Antinomias entre o
Individuo e a Sociedade” prefaciado por Michel Onfray.
Apresentação: Fernando Lima e Nuno Nabais. Duração : 1h30
Local : Auditório do Instituto Franco-Português

21h00
Cycle de cinéma francophone
Filme grego Mourir à Athènesde Nikos Panayotopoulos, 2006. Duração 1h40. Comédia musical
Filme em grego com legendas em francês
Sinopse : Andréas, cinquentão, é atingido por uma leucemia fulminante, decide não desvendar a funesta notícia. No entanto pensa em revelar à sua mulher e às suas duas amantes os pequenos e grandes segredos da sua vida…
Local : Auditório do Instituto Franco-Português


Sexta-feira 20 de Março 2009
15h00
Atelier Francomélodies
Associação Portuguesa dos Professores de Francês
Oficina pedagógica sobre a canção francófona actual.
Duração 2h
Local : Auditório do Instituto Franco-Português

18h00
Concerto de «Julien Arpetti et son groupe»
Chansonnier luxembourgeois. Cantor luxemburguês. Duração 45 min
Local : Auditório do Instituto Franco-Português

19h00
Corinna Bille, La Demoiselle Sauvage
Descobrir ou redescobrir a escritora suíça Corinne Bille no documentário
"Corinna Bille, La Demoiselle Sauvage", de Pierre-André Thiébaud (Duração 52 min.)
Local : Mediateca do Instituto Franco-Português

21h00
Cycle de cinéma francophone
Filme francês Aide-toi, le ciel t’aidera, de François Dupeyron
Filme em francês legendado em português - (Duração 1h40)
Local : Auditório do Instituto Franco-Português
Sónia, mãe africana de quatro filhos, é assistente social num bairro dos arredores de Paris. No dia em que casa a filha, tudo desaba. Robert, seu vizinho do lado octogenário, é o seu único recurso. Mais branco que ele, é difícil de encontrar. Mais prestável também não, aliás......
Mas na vida nada é de borla. Menos o acaso, se soubermos aproveitá-lo.


SÁbado 21 de Março2009
11h00
L’heure du conte à l’IFP
Atelier pour jeune public 8 ans-12ans
Local : Mediateca do IFP
Horário: 11.00h - 13.00
Nicole Matiation e Pascal Boutroy do Centro de Artes Mediáticas para jovens canadianos (www.freezeframeonline.org), situado em Winnipeg (Manitoba) convidam-te a descobrir como se faz um filme de animação. Partindo de um conto, serás levado a escrever um guião, a desenhar um "storyboard", e ainda a criar as tuas personagens... Tudo isto com o objectivo de fazeres o teu próprio filme!
Idades: 8 a 12 anos. Reservas na Mediateca do IFP: 21.311.14.21/23
Soirée Romena
19h30
Vernissage de l’exposition / Inauguração da exposição
CIDADÃOS DO PARAÍSO da artista plástica romena ELENA MURARIU
Exposição romena de Gráfica Religiosa, Cidadãos do Paraíso é uma exposição sobre a alma de cada um de nós, enquanto seres que aspiram a uma “cidadania edénica”.
Local : Instituto Cultural Romeno
Vin d’honneur

21h00
Concert de clôture / Concerto de encerramento
Grupo EMY DRAGOI QUINTET JAZZ HOT CLUB ROMANIA
Local : Auditório do Instituto Franco-Português
Duração : 1h15
Emy Dragoï é considerado o melhor acordeonista de jazz do momento, e em 2005 foi declarado o " Artista do ano " em França. Com um repertório muito amplo, o «Rei do acordeão», destacou-se principalmente pelo seu extraordinário talento na improvisação. Ao lado de dois conhecidos guitarristas franceses Cristophe Lartilleux e Philippe Roger (guitarras clássica e rítmica), um tocador de címbalo de origem romena, Constantin Lacatus e um contrabaixista venezuelano Jimenez Juan, criou Emy Dragoi Quintet – Jazz Hot Club Romania.